Número total de visualizações de página

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Brincadeira
















Hoje tive k ouvir isto, numa brincadeira de guerra de sexos…


…num cérebro de um homem estava um neurónio sózinho, nisto passa outro neurónio e diz: -olá! porque estás aki sózinho? diz o neurónio solitário: -vivo aki sózinho, se queres saber é o 1º neurónio k vejo aki a passar nestas ultimas décadas... - espera aí, tás aki sózinho assim há tanto tempo? és burro ou quê? desce até ao pénis k é lá k estamos todos!! :)

Até k me ri, mas… Não podia ficar sem resposta e então… dei-lhe um toque há HOMEM…

…num cérebro de uma mulher estava um neurónio sózinho, nisto passa outro neurónio e diz: -olá! porque estás aki sózinho? diz o neurónio solitário: -vivo aki sózinho, se queres saber é o 1º neurónio vivo k vejo aki a passar nestas ultimas décadas... - espera aí, tás aki sózinho assim há tanto tempo? és burro ou quê, o k é k fazes no meio desta multidão de neurónios mortos?
Vai-te catar pá…!!!

Dobidacaneta,17-1-2011

Casa de férias para ALUGAR em Setúbal com vista sobre o mar e a Serra a 5/12m (carro) das praias da Arrábida.


 Sala 40m2


 Vista
 Baía do Rio Sado
 Zona da Albarquel a 5m de carro
 Figueirinha e pequenas praias enter Figueirinha e Galapos

 Vista aérea e vista da Serra da Arrábida

 Convento da Arrábida
Vista do miradouro "Pau da Consolação"
 Vista geral das praias de Galapos, Galapinhos, Coelhos e Portinho da Arrábida.

Praia da Arrábida
Praia da Figueirinha
As praias ficam a 10m de casa (carro)


 Vista do Castelo sobre Tróia


 Portinho da Arrábida

 Quarto com wc. (duche e banheira)

 Cozinha equipada
Varanda com barbecue, espreguiçadeira e cama de rede com vista privilegiada sobre a serra e o rio

 Mesa de refeições interior e exterior

 Sala com TV por cabo

Vista da varanda
Vista sobre uma das muitas praias da serra

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Rádio

Só porque acabei de me partir a rir, e não saber, se com esta brincadeira não irei estar o dia todo na cama amanhã... Senhoras e Senhores, um grande, um gigantesco, um monstruoso e hilariante...! O melhor momento de rádio do século.

É real e passou-se numa rádio em Braga. Na rádio ao vivo...
Locutor:
- Quem ligar agora e fizer uma frase com uma palavra que não exista no dicionário ganha um entrada dupla para o cinema... OK... Já cá está o primeiro ouvinte...
Locutor:
- Estooou ! Quem fala?
Ouvinte:
- Olá sou o Zé António, do Porto.
Locutor:
- Olá Zé António... Já conhece a brincadeira? Qual a sua palavra?
Ouvinte:
- Ah ! A palavra é vaita !
Locutor:
- Vaita ? Como se escreve?
Ouvinte:
- V - A - I - T - A.
Locutor:
- Espere um pouco... Deixe-me consultar o dicionário...
É realmente esta palavra não existe.
Agora faça uma frase com essa palavra, e se a frase fizer sentido e descobrirmos o que significa a palavra, o Sr. ganha!
Ouvinte:
- Ok, lá vai.... VAITA foder !

E nesse momento desliga a ligação.......
Locutor:
- Que é isto?... Vamos lá colaborar...
Afinal existem sempre crianças a ouvir esta rádio...
Vamos lá de novo tentar outra ligação.
Locutor:
- Estou quem fala?
Ouvinte:
- Ramalho, de Lisboa!
Locutor:
- Olá Ramalho... já conhece a brincadeira? Qual é a sua palavra?
Ouvinte:
- Eude !
Locutor:
- Eude ? Como se escreve?
Ouvinte:
- E - U - D - E.
O Locutor pede ao ouvinte para esperar...
Locutor:
- Deixe-me consultar o dicionário... Deixe-me ver.... Deixe-me ver....
Eudesma... eudesmol...eudésmia...eudiapneustia....eudiapnêustico...
É! Realmente esta palavra não existe.
Agora faça uma frase com essa palavra e se a frase fizer sentido e descobrirmos o que significa, ganha o prémio!
 Ouvinte:
- Ok... lá vai....
Sou EUDE novo e VAITA foder !!!
*Enviado pelo grande amigo Vasquinho. (made in Holland)
*



quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

O espírito da viagem...


O espírito da viagem…

Por vezes, com vontade de escrever sem saber o quê, procuro colocar uma questão á minha volta que por ali fica! Tipo mosca, zzzzzzzzzzzzz… zzzzzzzzzzz… enquanto não terminar, o zumbido não se vai. Ontem… acabou assim.
Porque será que gostas, de um lugar novo?
-Humm…Bem…


Gosto do ar,
gosto de um rosto
Gosto de andar,
sem me sentir exposto
Gosto da calçada,
gosto de uma esquina
Gosto de pisar,
sombra franzina
Gosto de uma flor,
gosto de um caminho
Gosto de sentir,
aquele bichinho
Gosto de entrar,
por uma porta aberta
Gosto de olhar,
abençoada oferta
Gosto de abraçar,
o que senti perdido
Gosto da liberdade,
do desconhecido
Gosto de um atalho,
e de me desviar
Gosto do momento,
de me encontrar
Gosto da chuva,
e até do frio
Gosto da criança
que o “eu” pariu

Até pareço céu de Janeiro,
molhando um qualquer momento
Sinto-me vela de veleiro,
empurrada pelo vento.

Já não faço o que fazia
Mas… é bom viajar
Nem que seja por um dia

dobicodacaneta,12-1-2011

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Desejo… ou a falta dele.


Essa corda que se agita e se arrasta
Num mar de água suja e gasta
Fogueira de palavras por acender
Quadro preto para escrever
Funeral de música que morre
Numa lágrima que escorre
Pedaço de mar onde mergulha
Coração que sorri, e se orgulha
Pingo de cor por sentir
Numa tela que chora a pedir
Um presente
Nela ausente

Onda no mar
Sentimento oculto
Que resolve rasgar
O caminho do desejo…
Com um beijo.

Essa corda suja e gasta
Num mar que se agita e se arrasta
Fogueira de palavras por escrever
Quadro preto para acender
Funeral de música que escorre
Numa lágrima que morre
Pedaço de mar que se orgulha
Coração que sorri, e mergulha
Pingo de cor a pedir
Numa tela que chora a sentir
Nela ausente
Um presente

Brinquedo de adulto
Onda no mar
Sentimento oculto
Que resolve rasgar
O caminho do desejo…
Com um beijo.

dobicodacaneta,11-1-2011 *Tela de Ana Isabel Camilo

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Humor dobicodacaneta


Aquela cena do “Querido mudei a casa”, sempre me pareceu muito de “Gaja”, por isso, resolvi inventar um conceito mais de “Gajo”.




Querida, mudei a cama…!!!

humor dobicodacaneta,10-1-2011

domingo, 9 de janeiro de 2011

Boémia(ndo)

Vagueei, cambaleando vagarosamente pela sombra de uma muralha velha de pedras sobrepostas, sem saber para onde ir. Caminhava pelo vazio procurando um sinal. Uma fonte de água limpa e potável, chamou-me a atenção para a transparência, estaria eu procurando a transparência que não transparecia? Bebi aquela água, como se fosse santa na esperança que me limpasse a escuridão que existia em mim. O efeito que procurava, já o tinha encontrado antes de a beber, meditar sobre o meu pedaço de vida. Chuva de Verão, noite que já foi dia, uva que vira néctar, olhos que choram musica, palavras que cheiram a vela, nem tudo tem que ser explicável, terá? As folhas que caiem de uma árvore fora de época, será que a transformam? Duvidas, muitas das dúvidas que provocam essa escuridão, são meras banalidades mas… a verdade é que têm esse dom de provocar essa tempestade em mim.
Ir para casa aterrorizava-me, encontrar uma vida que não me fazia sentir feliz, seria sempre uma última opção.
Talvez por isso, existem os boémios, aqueles que não encontram a felicidade ou o que isso significa.

Sentia-me um pouco dos dois, talvez por isso, bebia por dois.
Apetecia-me divagar livremente por contos e bacoradas, histórias de encantar por palavras a sorrir, soltar-me! Largar a prisão da responsabilidade por momentos e encontrar vontade de expressar o que me ia na alma, no corpo, na mente. Ficar ausente nesse recanto acompanhado, por ilusão ou felicidade, sentindo sem ter que cumprir, a não ser com o meu pensamento.
dobicodacaneta, 9-1-2011 ( Porto Abrigo, em construção)

Boémia

Robalo que fica golfinho
Gato que vira leopardo
Criança que fica homem
Alegria que vira tristeza
Homem que fica criança
Nostalgia que vira desejo
Balcão de bar que parece sofá.

dobicodacaneta,9-1-2011

Nostalgia



Não sei se é por ser sábado
Ou não sentir ressaca
Não sei se é por estar chuva
Em vez de sol
Não sei se é por ser Janeiro
E não Agosto
Não sei se é por estar nostálgico
E não desejoso
Nem sei se será por estar fechado em quatro paredes
Por não estar ao ar livre
Nem sei se é o silêncio
A falta de vozes

Não sei se foi pelo dia
Talvez seja pela noite
Mas… a verdade todavia
Vou encontrar naquela cama vazia.

dobicodacaneta,9-1-2011

Frases dobicodacaneta


Mensagens populares

Ocorreu um erro neste dispositivo