Número total de visualizações de página

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Adelino… O velho sábio

O que posso dizer sobre isso…?

Desgastam-se procurando desnecessariamente ocupar um espaço, numa liberdade que não é a sua, entrando fisicamente num lugar que não é físico. Afastam-se da cumplicidade do entendimento, intervindo na hora de aceitar, e aceitando na hora de intervir. Quer seja um, quer seja outro, dão pouco espaço para que essa liberdade respire, sufocando-a. Deixem fluir essas ondas que se agigantam, esperando por elas na praia onde se acalmam, sem pressão, sem a responsabilidade de serem o que não são. Fecham sorrisos, e mudam expressões arranhando corações. Pequenas feridas que originam cicatrizes eternas.Tentam construir incertezas sobre certezas semeadas, destruindo a primavera. Olham sem ver, o crescimento de uma flor que desabrocha. Observem a flor a crescer… deixem-na murchar, vejam-na se erguer. Reguem-na com sol, deitem-lhe raios de agua. Deixem-na crescer livremente, nesse SEU pedaço de terra plantada. Encontrem-se no desconhecido...

dobicodacaneta, 22-11-2010

Sem comentários:

Enviar um comentário

Mensagens populares